segunda, 27 de novembro de 2017 - 09:10h
Evento celebra o Dia Nacional do Doador de sangue
Durante toda a semana, o Hemoap realizou uma programação especial para homenagear os doadores.
Por: Anselmo Wanzeller
Foto: Marcio Pinheiro
Direção do Hemoap homenageou as pessoas que doam sangue no Instituto

Como forma de parabenizar a dedicação dos voluntários em prol da vida do ser humano, o Governo do Estado comemorou nesta sexta-feira, 24, o Dia Nacional do Doador de Sangue com o tradicional corte do bolo. Durante toda a semana, o Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) realizou uma programação especial com mutirão de doação de sangue, campanhas, entre outras atividades.

O diretor do Hemoap, Sávio Guerreiro, disse que doar sangue é mais do que salvar vidas, é um ato de amor ao próximo. "Agradecemos a cada indivíduo oculto, que simplesmente vem fazer voluntariamente um ato que significa mais do que salvar uma vida, significa um ato de amor ao próximo, que é doar sangue. Todos estão de parabéns", comemorou.

Para manter o estoque o Hemoap depende da doação voluntária. Cerca de 35 mil pessoas estão cadastradas e a capacidade de atendimento por dia pode chegar a até 130 voluntários, porém apenas 70 doadores têm se apresentado na unidade diariamente, o que mantém o instituto em alerta, principalmente com a proximidade de feriados.

A acadêmica Ana Carvalho é doadora há 4 anos. Para ela, o ato de doar é um compromisso firmado com o próximo. "Fazer o bem, sem saber a quem, é algo que deveria fazer parte do cotidiano das pessoas. Faço o bem e sempre incentivo meus amigos e familiares também a praticarem. Doar meu sangue já faz parte de um compromisso firmado, que é salvar vida".

Como ser doador

Para se tornar um doador voluntário, a pessoa precisa estar saudável, com mais de 50 kg, ter entre 16 e 69 anos - menores de 18 somente com autorização dos responsáveis e maiores de 60 se já forem doadores assíduos. O doador precisa estar descansado e alimentado. Antes de doar, a pessoa passa pela triagem clínica, onde é feito um questionário sobre a saúde e a vida do pretenso doador, para tentar identificar todo o fator que o deixa inapto temporariamente.

Todo o sangue doado passa por um processo de segurança da qualidade do material, através de seis tipos de exames: HIV, hepatite B, hepatite C, doença de Chagas e HTLV.

O Hemoap atende à demanda de todo o Estado, é responsável por captar o sangue e distribuir tanto para os hospitais público quanto para os privados. Uma única doação pode ajudar a salvar até quatro vidas, pois a bolsa de 450ml passa por um processo de fracionamento, em que se extraem quatro componentes do sangue: concentrado de hemácias, o concentrado de plasma, plaquetas e o crioprecipitado.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SESA - Secretaria da Saúde
Av. FAB n° 069 - Centro. CEP: 68908-908. Macapá-Ap - (96) 2101-8551 - infosaude@saude.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá