terça, 16 de fevereiro de 2021 - 13:04h
Waldez solicita ao Ministério da Saúde usinas de oxigênio para o Amapá
Governador enviou um ofício com o pedido para instalação das estruturas nas cidades de Laranjal do Jari e Oiapoque.
Por: Jorge Abreu
Foto: Marcelo Loureiro/Secom
Governador Waldez Góes enviou ofício com a solicitação de instalação de duas usinas de oxigênio no estado.

O governador, Waldez Góes, enviou nesta terça-feira, 16, um ofício ao Ministério da Saúde solicitando a instalação de usinas produtoras de oxigênio no Amapá. As estruturas devem ser instaladas nos municípios de Laranjal do Jari - que registrou aumento de 200% nas internações por covid-19 - e Oiapoque, devido à fronteira com a Guiana Francesa,  onde já está circulando uma nova cepa do vírus.

Conforme o último relatório epidemiológico emitido pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coesp), o município de Laranjal do Jari  já atingiu 100%  de ocupação em leitos clínicos para tratamento de covid-19, por isso, o Estado instalou mais 11 novos leitos na região.

Confira os dados do último relatório epidemiológico aqui. 

Na segunda-feira, 15, Góes alertou os prefeitos dos 16 municípios sobre a nova variante do vírus que já circula na Guiana Francesa. Ele também alertou sobre os riscos da nova cepa encontrada em Manaus, que já foi detectada no estado vizinho do Pará.

Assim, o governo segue adotando estratégias de enfrentamento à doença.

“Eu oficiei em caráter de urgência junto ao Ministério da Saúde a solicitação de duas usinas produtoras de oxigênio. Também entrei em contato com o senador Davi Alcolumbre que ficou à disposição para colaborar nesta articulação do pedido ao Amapá”, destacou o governador.

Laranjal do Jari

Com o aumento das internações por covid-19 em Laranjal do Jari, o Governo do Amapá enviou uma equipe para reforçar a retaguarda de saúde no município. Além disso, outras medidas foram adotadas para evitar o agravamento da doença no Vale do Jari, que é composto pelas cidades de Laranjal do Jari e Vitória do Jari, no sul do estado.

O Estado também disponibilizou caminhões com oxigênio triplicando a capacidade de atendimento de pacientes. E também, prepara a transferência de seis internados para a capital.

Novo decreto

Ainda na segunda-feira, Waldez Góes assinou o novo decreto estadual que mantém medidas preventivas de contágio e recomendou, em videoconferência, às prefeituras a intensificação das fiscalizações sobre os cumprimentos das recomendações.

LEIA O DECRETO AQUI

Portanto, estão suspensas as atividades em: clubes de recreação, bares, boates, teatros, casas de espetáculos, casas de shows, centros culturais, balneários públicos e privados com acesso ao público, clubes sociais e outros empreendimentos similares, incluindo eventos realizados em embarcações.

Também seguem proibidas competições de esportes coletivos e eventos em estádios de futebol, ginásios, quadras poliesportivas, praças e/ou outras atividades que provoquem aglomeração de pessoas.

Permanece a limitação de horário de circulação de pessoas em praças, calçadas e logradouros públicos, a partir das 22 horas, com exceção de atendimento médico ou serviço público considerado essencial.

Já os estabelecimentos comerciais podem funcionar até as 22 horas. Atrações musicais em restaurantes e lanchonetes somente voz e violão. Shows, música com banda e som mecânico, ambientes internos e externo de pista de dança não são permitidos.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SESA - Secretaria da Saúde
Av. FAB n° 069 - Centro. CEP: 68908-908. Macapá-Ap - (96) 2101-8551 - infosaude@saude.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2021 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá