segunda, 02 de julho de 2018 - 08:40h
SVS dará suporte no acompanhamento de pacientes soropositivos de Oiapoque
Governo do Amapá vai providenciar um transporte para a Superintendência de Vigilância em Saúde levar exames até a capital Macapá
Por: Jamylle Nogueira
Foto: Andre Rodrigues/Sesa
Medida foi definida durante a programação da Semana de Saúde na Fronteira; no penúltimo dia, ocorreram ações de saúde em Oiapoque e Saint Georges

Oiapoque (AP) - Pacientes que moram no município de Oiapoque, no extremo norte do Amapá e que forem diagnosticados com HIV/Aids poderão ser acompanhados na própria cidade, sem precisar se deslocar até Macapá. Pois, o Governo do Amapá vai providenciar um transporte para a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) levar os exames que serão feitos no município, até a capital. A medida foi definida durante a Semana de Saúde na Fronteira que ocorreu de 25 a 29 de junho nas cidades de Oiapoque (Brasil) e Saint Georges (Guiana Francesa). E já valerá a partir deste mês de julho.

O evento contou com palestras e oficinas, das quais participaram profissionais de saúde, amapaenses e franceses. As capacitações serviram para estabelecer uma cooperação de cuidados às pessoas com HIV/Aids, e a importância do sigilo no atendimento e planos de ações que possam descentralizar o acompanhamento dos soropositivos.

“A proposta de criar uma linha de cuidados com Oiapoque, tem o objetivo de realizar os exames de controle da carga viral no próprio município. Pois, por enquanto, esse acompanhamento só pode ser feito em Macapá. Com isso, os pacientes portadores de HIV/Aids não irão precisar se locomover até a capital para fazer esses exames ou atravessar a fronteira até Saint Georges”, argumentou o chefe da Unidade de Doenças Transmissíveis da SVS, Ivon Cardoso.

O acompanhamento de pacientes soropositivos pode ser feito nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Oiapoque.

Ações de saúde

No penúltimo dia da programação, ocorreram ações de saúde em pontos estratégicos de ambos os lados da fronteira. Em Saint Georges, as atividades iniciaram pela manhã, na orla da cidade e na entrada do Centro de Saúde onde foram prestados, em média, 200 atendimentos. Em Oiapoque, os serviços foram ofertados pela tarde na orla da cidade, e contabilizou 150 atendimentos.

No total, 350 pessoas participaram dos testes rápidos de HIV/Sífilis e hepatite, além de receberem orientações sobre educação sexual e preservativos para a prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’S). Também foram ofertadas, pela Cruz Vermelha, vacinas contra a gripe, tétano e hepatite. Nos casos em que pessoas foram diagnosticadas com o HIV, elas foram encaminhadas de forma sigilosa ao Centro de Saúde de Saint Georges, para orientações quanto ao tratamento.

A Organização Não-Governamental (ONG) Developpement Acompagnemente Animation Cooperation (DAAC) faz o acompanhamento psicológico e social do paciente que não tem condições financeiras de arcar com os custos do tratamento e se locomover até Macapá. “Nesses casos, trabalhamos em cooperação com a Guiana Francesa, para que essas pessoas sejam tratadas em Saint Georges”, informa o presidente da ONG, José Gomes.

O Governo do Amapá atua em cooperação com a Guiana Francesa através dos trabalhos desenvolvidos com as ONG´S, e com recursos como a prestação de serviços de teste rápido e distribuição de materiais educativos que trazem credibilidade na hora de firmar acordos internacionais.

“A fronteira é porta de entrada para as IST´S, devido ao grande fluxo de pessoas que atravessam nessa região. Por esse motivo é importante que o Governo do Amapá adote planos de ações em cooperação com a Guiana Francesa, para que não haja tabus e epidemias nessas regiões”, reforça José Gomes

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SESA - Secretaria da Saúde
Av. FAB n° 069 - Centro. CEP: 68908-908. Macapá-Ap - (96) 2101-8551 - infosaude@saude.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá