sexta, 01 de dezembro de 2017 - 08:36h
Programação alerta para prevenção da Aids no Amapá
Este ano a campanha tem como slogan “AIDS É MELHOR SABER!” e traz como foco o incentivo ao diagnóstico e tratamento precoce da infecção.
Por: Júlio Miragaia
Foto: Secom
Passeio cilístico e ação de teste rápido ocorrem no Centro de Macapá

O Governo do Amapá participará da programação em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra Aids nesta sexta-feira, 1º de dezembro. As equipes da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) e do programa de Infecções Sexualmente Transmissíveis e Aids (IST/Aids), constroem junto com outros parceiros como o Serviço de Atendimento Especializado (SAE), prefeitura de Macapá, prefeitura de Santana, dentre outras organizações, duas ações no centro da capital amapaense.

A primeira atividade será um passeio ciclístico, que terá concentração no Parque da Fortaleza de São José a partir das 16h e percorrerá o Complexo Beira Rio até a Praça Floriano Peixoto. Em seguida, na Floriano, ocorrerá uma ação com a realização de testes rápidos e um ato simbólico.

Este ano a campanha tem como slogan “AIDS É MELHOR SABER!” e traz como foco o incentivo ao diagnóstico e tratamento precoce da infecção.

“Tão importante quanto lutar contra o HIV/AIDS é lutar contra o preconceito, discriminação e estigma sobre a infecção. Sendo uma doença transmitida pelo contato íntimo de secreções, sobretudo o sangue, deve-se ver a pessoa que vive com HIV de forma humanística e social, pois não são diferentes, devem ser agregados para que realizem seu tratamento como  pessoas que convivem com outras moléstias como a hipertensão e o diabetes por exemplo”, disse o técnico da SVS, Sandro Mendes.

 

HIV, ISTs e comportamento

No Amapá, de acordo com os dados do SICLOM, sistema de informação da SVS, existem 2.181 pessoas que têm diagnóstico positivo para o vírus do HIV, e 402 não estão devidamente em tratamento. A estimativa de pessoas que nunca realizaram um teste é de 630 mil pessoas, e deste número 378 podem estar infectados. O Estado registrou 312 óbitos este ano relacionados com a doença.

A SVS distribuiu até o mês de novembro de 2017 milhares de testes rápidos para diagnóstico do HIV para os 16 municípios do Estado, e anualmente vem capacitando cerca de 40 profissionais da saúde para a realização do procedimento.

A pesquisa Pop Brasil, coordenada pelo Ministério da Saúde e executada pelo Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre, apresentou dados atualizados da situação de ISTs e HPV no país. O Amapá contribuiu na pesquisa, tendo profissionais da SVS na apuração de dados.

O estudo foi feito nas 27 capitais brasileiras e em Macapá foi indicado que a frequência de ISTs é de 6,7%, sendo a capital com menor frequência de ISTs do país. Macapá também tem o menor comportamento sexual de risco de 65%.

A prevalência de HPV em Macapá é de 63,1%, taxa acima da média nacional. Sendo o HPV com alto risco, ou seja, com poder de ser cancerígeno, é de 40% e infecções múltiplas de 40,6%.

“Deve haver sempre essa preocupação. O Amapá em relação ao restante do país está dentro do esperado com uma taxa pequena de infecções sexualmente transmissíveis, mas a nossa taxa de HPV está com uma prevalência alta em relação aos outros estados. Estamos acima da média nacional. Temos que intensificar as campanhas de vacinação contra o HPV e fazer com que as pessoas tenham a sensibilidade de usar camisinha nas relações para prevenir o HPV”, destacou o responsável pelas campanhas e treinamentos do IST/Aids da SVS, Florinaldo Pantoja.

Sobre o uso de preservativo nas relações sexuais, Macapá é a terceira capital onde há maior uso rotineiro do instrumento de prevenção com 63,1%. e é a segunda capital onde os entrevistados mais declararam usar camisinha na última relação com 63,1%.  

Dos participantes da pesquisa na capital amapaense, 55,5% eram estudantes e 27,3% declararam ter concluído os estudos. Além disso, 54,4% pertencem à classe econômica C e 34,8% às classes D e E.

Sobre o comportamento sexual dos entrevistados, a idade média da primeira relação ficou em 14 anos. A média de parceiros sexuais nos últimos 5 anos é de 3,5.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SESA - Secretaria da Saúde
Av. FAB n° 069 - Centro. CEP: 68908-908. Macapá-Ap - (96) 2101-8551 - infosaude@saude.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá